Unipam 5 MEC

Prefeitura de Paracatu determina lockdown total e adota rodízio de CPF

Novo decreto passa a valer nesta segunda-feira com mais restrição.

por Weslley Raphael
01/03/2021 - 10h14

Prefeitura de Paracatu determina lockdown total e adota rodízio de CPF Crédito: ParacatuNews

Um novo decreto com restrições mais rigidas, passa a valer a partir desta segunda-feira 1º de março em Paracatu. O decreto de 5.903 de 28 de fevereiro, veda a apartir desta segunda-feira, a abertura de comércios e serviços não essenciais na cidade por sete dias. O decreto que proibe o funcionameto de serviços não essencias, poderá ser revogado depedendo dos dados apresentados pelas secretarias de saúde municipal e estadual.

Igrejas

O novo decreto veda a realização de cultos religiosos de modo presencial, sendo liberado apenas por meio de transmissões online, seguindo regras rigorosas de pessoal para a realização.

Instituições financeiras

Os supermercados o comércio varejista e atacadista, e os bancos, poderão funcionar, com controle de CPFs impar e pares em dias alternados.

Supermercados

Já os supermercados e atacadistas, deverão controlar o acesso de consumidores mediante a disponibilização de finchas de controle do número de pessoas no interior dos estabelecimentos, limitando-se a distribuição de 30% da capacidade máxima do estabelecimento. Só um membro da família poderá entrar no estabelecimento, mesmo que tenha outros membros com o CPFs válidos para o dia.

O decreto ainda proibe a venda, distribuição, entrega e a retirada no local de bebidas alcoólicas enquanto durar o decreto.

As pessoas físicas e jurídicas que forem flagradas descumprindo as determinações do decreto, serão multadas no valor de R$ 10 mil, sem prejuízo da supensão do alvará após a liberação da comecialização.

O decreto ainda ressalta que o descumprimento das medidas estabelecidas em caso de aglomeração em eventos, sofrerão multas entre 5 a 20 pessoas em R$ 2 mil e acima de 201 pessoas até R$ 50 mil. O número de fiscais de postura foram aumentados, passando de 16 para 100 fiscais.

Auxílio Emergencial Municipal

Para amenizar o impacto dessas restrições sobre as famílias de Paracatu, a prefeitura encaminhará um Projeto de Lei (PL) à Câmara Municipal para estabelecer o Auxílio Emergencial Municipal. De acordo com o PL, os benefícios serão pagos a famílias de baixa renda da cidade que estão inscritas no Cadastro Único, da secretaria de Ação Social do Município.

De acordo com o PL, os beneficiários do Bolsa Família receberão R$ 200,00 (duzentos reais) do município como Auxílio Emergencial. Já as famílias em situação de extrema pobreza, mas que não recebem o benefício do governo federal, receberão R$ 400,00 (quatrocentos reais) como Auxílio Emergencial Municipal. O pagamento será feito em parcela única, seguindo o calendário do programa do Bolsa Família.

O pagamento do Auxílio Emergencial Municipal ajudará cerca de 1910 famílias, beneficiando mais de seis mil pessoas na cidade. O tema precisa ser apreciado e aprovado pelos vereadores para entrar em vigor. Leia decreto na íntegra

Receba notícias diariamente através do WhatsApp (CLIQUE AQUI). Para ler mais notícias do Patos em Destaque, clique em NOTÍCIAS. Siga também o Patos em Destaque no TwitterInstagram e Facebook . Envie informações à redação do portal por WhatsApp pelo telefone (34) 98873-4068.

 

 

Fonte: : Paulo Sérgio/ParacatuNews

OUTRAS NOTÍCIAS