Patos em Destaque Whats

Rio Paranaíba sobe 10 m acima do nível e moradores precisam deixar casas

Situação crítica foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros na manhã desta segunda-feira (10)

por Weslley Raphael
10/01/2022 - 17h39

Rio Paranaíba sobe 10 m acima do nível e moradores precisam deixar casas Medição nível Rio Paranaíba Patos de Minas na manhã de 10/01/2022 - Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

O nível do Rio Paranaíba, em Patos de Minas, está 10 m acima do normal. A água chegou à marca na manhã desta segunda-feira (10), segundo o Corpo de Bombeiros.

Em 2 dias, o rio subiu 90 cm. Os transtornos causados pela chuva e o aumento do nível da água fizeram com que o prefeito Luís Eduardo Falcão (Podemos) decretasse situação de emergência no último sábado (10).

A elevação do rio pode desalojar até 30 famílias que moram próximas à margem, 4 já foram retiradas das residências. Na manhã desta segunda, um reunião é realizada para discutir a situação.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a média de chuva para todo o mês de janeiro era de 287 mm. No entanto, a marca foi atingida no domingo (9), quando chegou aos 287,1 mm de chuva.

Segundo a Prefeitura, no sábado (8) uma família que reside na Rua Carmo do Paranaíba precisou ser removida de casa devido ao volume do rio. Os moradores foram abrigados por vizinhos.

Ainda conforme o Município, os pontos críticos são monitorados constantemente pela Defesa Civil e pelo Corpo de Bombeiros. A Secretaria de Obras está com máquinas e caminhões prontas para atenderem possíveis desabrigados, queda de árvores, danos em estradas rurais e urbanas, drenagem e deslizamentos.

Já a Secretaria de Desenvolvimento Social está pronta para dar assistência imediata aos desabrigados e desalojados. A Prefeitura também informou que uma quadra e uma escola já estão disponíveis como abrigos temporários.

Pontos críticos com possibilidade de inundações e alagamentos:

- Região do Córrego do Monjolo;

- Avenida Fátima Porto, na região do cruzamento com a Avenida Piauí;

- Imediações da Lagoa Grande e rodoviária;

- Proximidades do Hospital Regional;

- Avenida Juscelino Kubitscheck Oliveira, em frente a São Cristovão.

Com a cheia, no sábado, a água se aproximou ainda mais da ponte da Avenida Joaquim Fubá, no Bairro Nossa Senhora Aparecida. Segundo o Corpo de Bombeiros, o rio está a aproximadamente 1 m da borda inferior da estrutura. A corporação alerta aos motoristas e pedestres para que redobrem a atenção ao transitarem sobre o local.

Situação de emergência

No último sábado, o prefeito Luís Eduardo Falcão percorreu pontos críticos na cidade e decretou situação de emergência devido aos danos causados pela chuva e aumento do nível do Rio Paranaíba.

Segundo a Prefeitura, a medida permite que o poder público tenha condições de atuar com mais agilidade, como por exemplo, adquirir bens necessários às atividades de resposta, prestação de serviços e obras relacionadas a reconstrução dos pontos atingidos sem a necessidade de licitação. O chefe do Executivo também pediu que a população evite transitar pela cidade sem necessidade.

“A nossa prioridade agora é a manutenção da vida, a preservação das casas da população. Estamos atuando para que todos tenham abrigo e alimento”, disse Falcão em vídeo publicado nas redes sociais.

Desalojados

Com a chegado do nível do Rio Paranaíba aos 10 m acima do normal, cerca de 30 famílias podem ser obrigadas a deixar casas. No entanto, até o momento 4 foram desalojadas.

De acordo com a Prefeitura, todas elas optaram por irem para a casa de familiares e amigos. Os pertences delas foram retirados das residências através de mutirão.

Receba notícias diariamente através do WhatsApp (CLIQUE AQUI). Para ler mais notícias do Patos em Destaque, clique em NOTÍCIAS. Siga também o Patos em Destaque no TwitterInstagram e Facebook. Envie informações à redação do portal por e-mail: [email protected].

*Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pelo site é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(os) o(s) autor(es) e o portal Patos em Destaque.

Fonte: : Guilherme Gonçalves, g1 Triângulo e Alto Paranaíba

OUTRAS NOTÍCIAS