Patos em Destaque
Vestibular agendado UNIPAM

INQUÉRITO QUE INVESTIGA MORTE DE DENTISTA DEVERÁ SER CONCLUÍDO AINDA ESTE MÊS

Na época, o namorado de Roberta, foi preso temporariamente pela Polícia Civil, sendo libertado posteriormente.

WESLLEY RAPHAEL
QUARTA-FEIRA, 15/01/2020
Inquérito que investiga morte de dentista deverá ser concluído ainda este mês Dentista Roberta Pacheco - Foto: Divulgação.

O inquérito que investiga a morte da dentista Roberta Pacheco, 22 anos, está prestes a ter uma conclusão. A morte da jovem foi confirmada no dia 17 de março de 2019, pelo Hospital Regional Antônio Dias, tendo como principal suspeito do crime o namorado médico oftalmologista.

Na época, o namorado de Roberta, foi preso temporariamente pela Polícia Civil, sendo libertado posteriormente. Na casa dele foram apreendidos medicamentos e dinheiro de origem duvidosa. Por ser um caso bastante difícil, o delegado Érico Rodovalho, relatou que a previsão da polícia é que até o final desse mês de janeiro tudo seja elucidado e providências cabíveis sejam tomadas se necessário.

No dia, o oftalmologista contou à polícia que Roberta teria consumido a bebida "xeque-mate", composta de vodca e chá mate. Ele também disse que não sabe se a namorada tomava algum tipo de medicamento e negou que tenha tentado dopá-la com algum tipo de droga.

A PM esteve no hotel conversou com o porteiro, que confirmou a versão do namorado e disse que essa foi a primeira vez que eles se hospedaram no local. O porteiro também falou à PM que Daniel chegou ao hotel pela manhã e, durante o período da noite voltou acompanhado da namorada e que ambos aparentavam estar sóbrios.

Ainda segundo a PM, o porteiro disse ainda que por volta das 2h da madrugada, o namorado teria saído do quarto para buscar algo no carro, mas não soube informar do que se tratava. Ao tentar socorrer a moça, o porteiro disse que viu objetos eróticos no quarto e que a jovem estava com um par de algemas em um dos braços durante a convulsão. Por fim, o porteiro alegou que o casal havia consumido apenas água e refrigerante disponibilizados pelo hotel e que não viu drogas e nem bebidas alcoólicas no quarto.

Quase um ano depois, o caso ainda se estende e familiares esperam a conclusão do caso. Confira o vídeo feito pela TV Paranaíba na época: 

Receba notícias diariamente através do WhatsApp (CLIQUE AQUI). Para ler mais notícias do Patos em Destaque, clique em NOTÍCIAS. Siga também o Patos em Destaque no Twitter e Facebook . Envie informações à redação do portal por WhatsApp pelo telefone (34) 99681 6684.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Desenvolvido pela itsit.es