Faculdade Patos de Minas

Polícia Civil de Rio Paranaíba prende suspeito de agressão e descumprimento de medida protetiva

Homem é detido por agredir ex-companheira e desrespeitar ordem judicial

por Weslley Raphael
04/07/2024 - 12h05

Polícia Civil de Rio Paranaíba prende suspeito de agressão e descumprimento de medida protetiva

Na última quinta-feira (04), a Polícia Civil de Rio Paranaíba realizou a prisão de um homem de 32 anos, acusado de violar uma medida protetiva e agredir sua ex-companheira de 24 anos, com a ajuda de seu irmão. O incidente resultou em ferimentos consideráveis no rosto da vítima.

O ataque ocorreu em 30 de junho de 2024, durante um luau próximo ao campo de aviação da cidade. A vítima sofreu um corte profundo no rosto, além de várias escoriações pelo corpo, evidenciando a gravidade da agressão. Esse ato de violência foi uma clara violação da medida protetiva que havia sido emitida para garantir a segurança da mulher.

Após o ataque, a Polícia Civil iniciou um inquérito para investigar o descumprimento da medida protetiva e a lesão corporal infligida à vítima. O delegado responsável pelo caso, Guilherme Fonseca de Campos, solicitou a prisão preventiva do suspeito e a expedição de um mandado de busca e apreensão na residência do acusado. A investigação visava coletar provas e garantir a segurança da vítima, que estava em situação de risco.

Com a emissão dos mandados, a equipe policial rapidamente organizou diligências para localizar e deter o suspeito. Ele foi encontrado em sua residência, onde foi preso sem resistência. Durante a ação, a polícia também apreendeu o celular do acusado, que pode conter provas relevantes para o caso. A apreensão de dispositivos eletrônicos é uma prática comum em investigações de crimes de violência doméstica, pois podem revelar comunicações e intenções do agressor.

Após a prisão, o suspeito foi encaminhado ao sistema prisional e já está à disposição da justiça. A ação rápida e eficiente da Polícia Civil de Rio Paranaíba destaca o compromisso das autoridades em proteger vítimas de violência doméstica e assegurar que os responsáveis por tais crimes sejam punidos conforme a lei. A prisão preventiva é uma medida essencial para evitar que o acusado possa cometer novos atos de violência ou intimidar a vítima.

A atuação das autoridades neste caso é um exemplo claro de como a justiça pode ser aplicada para proteger aqueles que sofrem violência doméstica. O sistema de medidas protetivas e a rápida intervenção policial são fundamentais para garantir a segurança das vítimas e impedir que os agressores continuem a causar danos. A sociedade precisa estar atenta e apoiar as vítimas, encorajando a denúncia e a busca por ajuda. A prisão do suspeito representa um passo importante na luta contra a violência doméstica e na promoção de um ambiente seguro e justo para todos.

Receba notícias diariamente através do WhatsApp (CLIQUE AQUI). Para ler mais notícias do Patos em Destaque, clique em NOTÍCIAS. Siga também o Patos em Destaque no TwitterInstagram e Facebook. Envie informações à redação do portal por e-mail: [email protected].

*Política de uso: A reprodução de textos, fotografias e outros conteúdos publicados pelo site é livre; porém, solicitamos que seja(m) citado(os) o(s) autor(es) e o portal Patos em Destaque.

 


OUTRAS NOTÍCIAS